Quem sou eu

Minha foto

Casado com Patrícia Abreu, pai de Laís, Raquel e Leyla Letícia.

terça-feira, 10 de maio de 2011

AMOR VERDADEIRO

Ora, o fim do mandamento é o amor de um coração puro, e de uma boa consciência, e de uma fé não fingida.
Primeira Epístola à Timóteo 1:5



A maioria de nós aprendeu a ser cortês com os outros, a falar gentilmente, evitar ofender os sentimentos alheios e parecer interessado no bem estar do outro. Podemos até ser muito habilidosos e fingir compaixão, ao ouvir as necessidades alheias, ou indignação, quando sabemos de alguma injustiça. Mas Deus nos conclama a um amor sincero e real que vai muito além da hipocrisia e de um comportamento polido. O amor sincero exige comcentração e esforço. Significa ajudar os outros a tornarem-se pessoas melhores. Isso exige nosso tempo, dinheiro e envolvimento pessoal. Nenhum indivíduo tem a capacidade de expressar amor a uma comunidade inteira; mas o corpo de Cristo (Igreja) pode fazê-lo à sua cidade. Procure as pessoas que precisam ser amadas e peça a Deus para mostrar as maneiras pelas quais você e seus companheiros de fé podem demonstrar o amor de Cristo à comunidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário